Confira as nossas newsletters Galeria de vídeos

Cotação

0 items

Busca no site

Notícias

segunda-feira, 14 de junho de 2021

Vacina Novavax tem mais de 90% de eficácia

Segundo estudos preliminares realizado pela farmacêutica Novavax, a sua candidata à vacina - a Novavax - tem uma eficácia de 90% contra a Covid-19 e, inclui ação contra variantes da doença. De acordo com nota publicada nesta segunda-feira (14) pela companhia, o imunizante "demonstrou uma proteção de 100% contra doenças moderadas e graves, e uma eficácia de 90,4% em geral".

A empresa, que tem sede em Maryland, planeja solicitar a aprovação do imunizante até o terceiro trimestre de 2021. Se aprovada, o objetivo é fabricar 100 milhões de doses por mês até o final do terceiro trimestre, e 150 milhões de doses por mês, até o final do ano.

"Hoje, a Novavax está um passo mais perto de abordar a necessidade crítica e persistente de saúde pública mundial por vacinas covid-19 adicionais", afirmou o CEO da empresa, Stanley Erck.

Com uma pesquisa em larga escala, segundo o comunicado, "o estudo foi feito com 29.960 participantes em 119 lugares de Estados Unidos e México para avaliar eficácia, segurança e imunogenicidade".

Conhecido formalmente como NVX-CoV2373, a vacina Novavax não precisa ser mantida em temperaturas extremamente baixas, ficando "armazenada e estável entre 2°C e 8°C", o que sugere uma maior facilidade no transporte e administração do imunizante, principalmente no caso de países com pouca infraestrutura.

Ainda de acordo com a empresa, o intuito é alavancar a vacinação e alcançar, principalmente, pessoas de países mais pobres que estão sendo deixados à margem da campanha de vacinação.

"A Novavax continua trabalhando com um senso de urgência para completar nossas solicitações de autorização regulatória e oferecer esta vacina, construída sobre uma plataforma bem conhecida e comprovada, para um mundo que ainda tem uma grande necessidade de vacinas", acrescentou Erck.

Conforme definição do Banco Mundial, se considerarmos as vacinas administradas até o momento, o desequilíbrio entre o G7 - grupos dos sete países mais desenvolvidos do mundo - e países de baixa renda aponta que, a cada 73 pessoas, apenas uma foi devidamente vacinada.

No ranking mundial das vacinas mais utilizadas contra a Covid-19, a farmacêutica americana Novavax tem grandes chances de incomodar a Pfizer e a Moderna, que, atualmente, detêm o domínio do mercado desses imunizantes no mundo.

Além disso, a farmacêutica assinou acordo com a Covax Facility para fornecer mais de 1 bilhão de unidades para o consórcio internacional que quer levar vacinas a todos os cantos do globo. Com isso, a empresa pode garantir que todos os países tenham acesso justo ao imunizante.

Fonte: OLHAR DIGITAL

Voltar